Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
Voltar

PORTARIA Nº 451, DE 14 DE MAIO DE 2018

Dispõe sobre o Comitê de Governança da Casa Civil da Presidência da República e define a Secretaria-Executiva do Comitê Interministerial de Governança - CIG.

-

PORTARIA Nº 451, DE 14 DE MAIO DE 2018

Dispõe sobre o Comitê de Governança da Casa Civil da Presidência da República e define a Secretaria-Executiva do Comitê Interministerial de Governança - CIG.

O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA CASA CIVIL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, parágrafo único, incisos I e II da Constituição, e tendo em vista o disposto no Decreto, de 7 de março de 2017, que cria o Conselho Nacional para a Desburocratização - Brasil Eficiente, no Decreto nº 9.094, de 17 de julho de 2017, e no Decreto nº 9.203, de 22 de novembro de 2017, resolve:

Art. 1º Fica instituído o Comitê de Governança da Casa Civil da Presidência da República com o objetivo de atuar na condução da política de governança no âmbito da Casa Civil da Presidência da República.

Art. 2º O Comitê de Governança será composto:

I - pelo Secretário- Executivo, que o presidirá;

II - pelo Subchefe de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais;

III - pelo Subchefe de Articulação e Monitoramento;

IV - pelo Subchefe para Assuntos Jurídicos;

V - pelo Assessor-Chefe da Assessoria Especial; e

VI - pelo Secretário do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social.

§ 1º A Secretaria-Executiva do Comitê de Governança será exercida pela Secretaria-Executiva da Casa Civil da Presidência da República.

§ 2º Os membros do comitê poderão se fazer representar pelos substitutos dos cargos que ocupam.

Art. 3º Ao Comitê de Governança compete:

I - auxiliar a alta administração na implementação e na manutenção de processos, estruturas e mecanismos adequados à incorporação dos princípios e das diretrizes da governança previstos no Decreto nº 9.203, de 22 de novembro de 2017;

II - incentivar e promover iniciativas que busquem implementar o acompanhamento de resultados no órgão ou na entidade, que promovam soluções para melhoria do desempenho institucional ou que adotem instrumentos para o aprimoramento do processo decisório;

III - promover e acompanhar a implementação das medidas, dos mecanismos e das práticas organizacionais de governança pelo Comitê Interministerial de Governança (CIG) em seus manuais e em suas resoluções;

IV - aprovar estudos técnicos sobre temas de sua competência;

V - identificar as ações e os projetos de simplificação administrativa, modernização da gestão pública e melhoria da prestação dos serviços públicos às empresas, aos cidadãos e à sociedade civil organizada;

VI - posicionar-se sobre as demandas encaminhadas pelo Simplifique!;

VII - elaborar, deliberar e aprovar relatórios individualizados que analisem a viabilidade das medidas de simplificação de serviços públicos e desburocratização apresentadas por meio do Simplifique!.

VIII - coordenar a estruturação, execução e monitoramento do Programa de Integridade;

IX - orientar e treinar os servidores com relação aos temas atinentes ao Programa de Integridade; e

X - promover ações relacionadas à implementação dos planos de integridade, em conjunto com os demais órgãos da Casa Civil da Presidência da República.

§ 1º O Comitê de Governança se reunirá, ordinariamente, a cada trimestre e, extraordinariamente, por convocação de seu Presidente, quando necessário.

§ 2º O Comitê poderá realizar reuniões virtuais, com o auxílio de meios eletrônicos, e publicará suas atas e suas resoluções em sítio eletrônico, ressalvado o conteúdo sigiloso.

§ 3º O quórum de reunião do Comitê de Governança é de maioria dos membros e o quórum de aprovação é de maioria dos presentes.

Art. 4º O Comitê de Governança proporá ao Ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República o Programa de Integridade, com o objetivo de promover a adoção de medidas e ações institucionais destinadas à prevenção, à detecção, à punição e à remediação de fraudes e atos de corrupção, de acordo com os procedimentos a serem estabelecidos pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União.

Art. 5º O Comitê de Governança deve elaborar proposta de Plano de Trabalho anual e apresentá-la ao Ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República.

Parágrafo único: Aprovado o Plano de Trabalho, a que se refere o caput, devem ser apresentados ao Ministro de Estado relatórios semestrais sobre sua execução.

Art. 6º Fica autorizada, a critério do Presidente do Comitê de Governança, a constituição de grupos técnicos de apoio às deliberações do colegiado sobre temas relacionados às suas atividades.

Art. 7º O Presidente do Comitê de Governança designará servidor para atuar de forma permanente nas ações do Programa de Integridade.

Art. 8º A Secretaria-Executiva da Casa Civil da Presidência da República exercerá a função de Secretaria-Executiva do Comitê Interministerial de Governança - CIG, nos termos do art. 11 do Decreto nº 9.203, de 22 de novembro de 2017.

Art. 9º Fica revogada a Portaria nº 1.015, de 31 de outubro de 2017.

Art. 10º Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação.

ELISEU PADILHA

PDF Versão certificada em PDF

Imprimir Imprimir

Publicado em: 15/05/2018 | Edição: 92 | Seção: 1 | Página: 1

Órgão: Presidência da República/Casa Civil

PORTARIA Nº 451, DE 14 DE MAIO DE 2018

Dispõe sobre o Comitê de Governança da Casa Civil da Presidência da República e define a Secretaria-Executiva do Comitê Interministerial de Governança - CIG.

O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA CASA CIVIL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, parágrafo único, incisos I e II da Constituição, e tendo em vista o disposto no Decreto, de 7 de março de 2017, que cria o Conselho Nacional para a Desburocratização - Brasil Eficiente, no Decreto nº 9.094, de 17 de julho de 2017, e no Decreto nº 9.203, de 22 de novembro de 2017, resolve:

Art. 1º Fica instituído o Comitê de Governança da Casa Civil da Presidência da República com o objetivo de atuar na condução da política de governança no âmbito da Casa Civil da Presidência da República.

Art. 2º O Comitê de Governança será composto:

I - pelo Secretário- Executivo, que o presidirá;

II - pelo Subchefe de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais;

III - pelo Subchefe de Articulação e Monitoramento;

IV - pelo Subchefe para Assuntos Jurídicos;

V - pelo Assessor-Chefe da Assessoria Especial; e

VI - pelo Secretário do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social.

§ 1º A Secretaria-Executiva do Comitê de Governança será exercida pela Secretaria-Executiva da Casa Civil da Presidência da República.

§ 2º Os membros do comitê poderão se fazer representar pelos substitutos dos cargos que ocupam.

Art. 3º Ao Comitê de Governança compete:

I - auxiliar a alta administração na implementação e na manutenção de processos, estruturas e mecanismos adequados à incorporação dos princípios e das diretrizes da governança previstos no Decreto nº 9.203, de 22 de novembro de 2017;

II - incentivar e promover iniciativas que busquem implementar o acompanhamento de resultados no órgão ou na entidade, que promovam soluções para melhoria do desempenho institucional ou que adotem instrumentos para o aprimoramento do processo decisório;

III - promover e acompanhar a implementação das medidas, dos mecanismos e das práticas organizacionais de governança pelo Comitê Interministerial de Governança (CIG) em seus manuais e em suas resoluções;

IV - aprovar estudos técnicos sobre temas de sua competência;

V - identificar as ações e os projetos de simplificação administrativa, modernização da gestão pública e melhoria da prestação dos serviços públicos às empresas, aos cidadãos e à sociedade civil organizada;

VI - posicionar-se sobre as demandas encaminhadas pelo Simplifique!;

VII - elaborar, deliberar e aprovar relatórios individualizados que analisem a viabilidade das medidas de simplificação de serviços públicos e desburocratização apresentadas por meio do Simplifique!.

VIII - coordenar a estruturação, execução e monitoramento do Programa de Integridade;

IX - orientar e treinar os servidores com relação aos temas atinentes ao Programa de Integridade; e

X - promover ações relacionadas à implementação dos planos de integridade, em conjunto com os demais órgãos da Casa Civil da Presidência da República.

§ 1º O Comitê de Governança se reunirá, ordinariamente, a cada trimestre e, extraordinariamente, por convocação de seu Presidente, quando necessário.

§ 2º O Comitê poderá realizar reuniões virtuais, com o auxílio de meios eletrônicos, e publicará suas atas e suas resoluções em sítio eletrônico, ressalvado o conteúdo sigiloso.

§ 3º O quórum de reunião do Comitê de Governança é de maioria dos membros e o quórum de aprovação é de maioria dos presentes.

Art. 4º O Comitê de Governança proporá ao Ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República o Programa de Integridade, com o objetivo de promover a adoção de medidas e ações institucionais destinadas à prevenção, à detecção, à punição e à remediação de fraudes e atos de corrupção, de acordo com os procedimentos a serem estabelecidos pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União.

Art. 5º O Comitê de Governança deve elaborar proposta de Plano de Trabalho anual e apresentá-la ao Ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República.

Parágrafo único: Aprovado o Plano de Trabalho, a que se refere o caput, devem ser apresentados ao Ministro de Estado relatórios semestrais sobre sua execução.

Art. 6º Fica autorizada, a critério do Presidente do Comitê de Governança, a constituição de grupos técnicos de apoio às deliberações do colegiado sobre temas relacionados às suas atividades.

Art. 7º O Presidente do Comitê de Governança designará servidor para atuar de forma permanente nas ações do Programa de Integridade.

Art. 8º A Secretaria-Executiva da Casa Civil da Presidência da República exercerá a função de Secretaria-Executiva do Comitê Interministerial de Governança - CIG, nos termos do art. 11 do Decreto nº 9.203, de 22 de novembro de 2017.

Art. 9º Fica revogada a Portaria nº 1.015, de 31 de outubro de 2017.

Art. 10º Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação.

ELISEU PADILHA