Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
Voltar

DECRETO Nº 9.337, DE 5 DE ABRIL DE 2018

Cria a Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça, localizada nos Municípios de Sento Sé, Juazeiro, Sobradinho, Campo Formoso, Umburanas e Morro do Chapéu, Estado da Bahia.

-

DECRETO Nº 9.337, DE 5 DE ABRIL DE 2018

Cria a Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça, localizada nos Municípios de Sento Sé, Juazeiro, Sobradinho, Campo Formoso, Umburanas e Morro do Chapéu, Estado da Bahia.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84,caput, inciso IV, da Constituição, tendo em vista o disposto no art. 225, § 1º, inciso III, da Constituição, e nos art. 15 e art. 22 da Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000, e de acordo com o que consta do Processo nº 02001.007934/2002-68 do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - Instituto Chico Mendes,

D E C R E T A:

Art. 1º Fica criada a Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça, localizada nos Municípios de Sento Sé, Juazeiro, Sobradinho, Campo Formoso, Umburanas e Morro do Chapéu, Estado da Bahia, com os objetivos de:

I - proteger a diversidade biológica e os ambientes naturais, a flora e a fauna da caatinga, incluídas as transições altitudinais;

II - proteger as formações cársticas e os sítios paleontológicos e arqueológicos associados, com destaque para as Grutas Toca da Boa Vista e Toca da Barriguda;

III - proteger e promover a recuperação das formações vegetacionais da área; e

IV - conciliar as ações antrópicas com a proteção ao meio ambiente.

Art. 2º A Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça, com aproximadamente 505.692 hectares, tem seus limites descritos a partir das ortofotos digitais na escala 1:25.000,DatumSIRGAS 2000, elaboradas pela Diretoria do Serviço Geográfico do Exército Brasileiro para a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais do Governo do Estado da Bahia e que cobrem os Mis 1587-4, 1588-3, 1588-4, 1589-2, 1589-4, 1590-1, 1590-2, 1590-3, 1590-4, 1656-2, 1657-1, 1657-2, 1657-3, 1657-4, 1658-1, 1658-2, 1658-3, 1658-4, 1659-1, 1659-3, 1723-2 e 1723-4, além das cartas topográficas SC-24-V-C-VI (Campo dos Cavalos), SC-24-N-1 (Brejão da Caatinga), SC-24-Y-A-II (Delfino), SC-24-Y-A-I (Amaniú), SC-24-Y-A-IV (Camirim), SC-23-Z-B-III (Pilão Arcado), SC-24-V-C-IV (Tombador) e SC-24-V-C-V (Serra do Brejinho), na escala 1:100.000, digitalizadas e reprojetadas para oDatumSIRGAS 2000, produzidas pela Diretoria do Serviço Geográfico do Exército Brasileiro e pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.

Parágrafo único. Inicia-se a descrição do perímetro no ponto 1 de coordenadas geográficas aproximadas - c.g.a. 40° 39' 12.79" W e 9° 38' 11.43" S, situado no talvegue do Riacho da Batateira; deste, segue a montante pelo talvegue do referido riacho até atingir o ponto 2 de c.g.a. 40° 37' 37.15" W e 9° 45' 54.41" S; deste, segue por linhas retas passando pelo ponto 3 de c.g.a. 40° 39' 9.98" W e 9° 51' 14.81" S, até atingir o ponto 4 de c.g.a. 40° 38' 12.24" W e 9° 52' 26.13" S, situado no talvegue do Rio Salitre; deste, segue a montante pelo talvegue do referido rio até atingir o ponto 5 de c.g.a. 40° 41' 55.35" W e 10° 1' 4.50" S, situado da confluência do Rio Salitre com o Rio da Laje; deste, segue a montante pelo talvegue do Rio da Laje até atingir o ponto 6 de c.g.a. 40° 48' 40.26" W e 10° 6' 19.72" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 7 de c.g.a. 40° 48' 54.26" W e 10° 9' 4.29" S, ponto 8 de c.g.a. 40° 48' 2.91" W e 10° 11' 16.17" S, ponto 9 de c.g.a. 40° 49' 42.12" W e 10° 14' 55.58" S, ponto 10 de c.g.a. 40° 52' 44.18" W e 10° 16' 24.28" S, ponto 11 de c.g.a. 40° 53' 53.04" W e 10° 17' 42.48" S, ponto 12 de c.g.a. 40° 54' 59.77" W e 10° 19' 14.27" S, até atingir o ponto 13 de c.g.a. 41° 2' 26.36" W e 10° 18' 15.94" S, situado no talvegue do Rio Preto; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 14 de c.g.a. 41° 3' 24.74" W e 10° 19' 45.18" S, ponto 15 de c.g.a. 41° 3' 53.14" W e 10° 20' 5.82" S, ponto 16 de c.g.a. 41° 5' 7.37" W e 10° 20' 0.79" S, ponto 17 de c.g.a. 41° 5' 49.74" W e 10° 19' 35.93" S, até atingir o ponto 18 de c.g.a. 41° 6' 28.05" W e 10° 19' 31.39" S, situado no talvegue de afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho da Lagoa Bonita; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 19 de c.g.a. 41° 6' 41.66" W e 10° 19' 53.58" S, ponto 20 de c.g.a. 41° 6' 40.65" W e 10° 20' 15.76" S, ponto 21 de c.g.a. 41° 6' 57.95" W e 10° 20' 34.94" S, ponto 22 de c.g.a. 41° 6' 49.73" W e 10° 20' 56.09" S, até atingir o ponto 23 de c.g.a. 41° 7' 22.50" W e 10° 21' 20.29" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda Riachão; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 24 de c.g.a. 41° 8' 52.06" W e 10° 22' 15.75" S, ponto 25 de c.g.a. 41° 9' 13.86" W e 10° 22' 18.00" S, ponto 26 de c.g.a. 41° 9' 28.47" W e 10° 22' 30.81" S, ponto 27 de c.g.a. 41° 9' 35.08" W e 10° 23' 16.24" S, ponto 28 de c.g.a. 41° 9' 56.47" W e 10° 23' 33.47" S, até atingir o ponto 29 de c.g.a. 41° 9' 49.97" W e 10° 23' 46.43" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda Ponta d'Água; deste, segue em linha reta até o ponto 30 de c.g.a. 41° 9' 54.67" W e 10° 24' 4.10" S, situado no talvegue de afluente sem denominação da margem direita do Riacho Ponta d'Água; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 31 de c.g.a. 41° 10' 11.29" W e 10° 24' 15.84" S, ponto 32 de c.g.a. 41° 10' 51.85" W e 10° 24' 27.68" S, até atingir o ponto 33 de c.g.a. 41° 11' 29.52" W e 10° 24' 51.02" S, situado no talvegue de outro afluente sem denominação da margem direita do Riacho Ponta d'Água; deste, segue por linhas retas contornando a Serra da Pintura passando pelos pontos: ponto 34 de c.g.a. 41° 13' 24.46" W e 10° 25' 20.68" S, ponto 35 de c.g.a. 41° 13' 56.66" W e 10° 25' 58.85" S, até atingir o ponto 36 de c.g.a. 41° 15' 36.79" W e 10° 26' 45.28" S, localizado no talvegue do Riacho Olho d'Água; deste, segue por linhas retas passando pelo ponto 37 de c.g.a. 41° 18' 21.54" W e 10° 30' 29.23" S, até atingir o ponto 38 de c.g.a. 41° 19' 5.81" W e 10° 30' 39.63" S, localizado no talvegue do Riacho da Serra Branca; deste, segue a montante pelo talvegue do referido riacho até atingir o ponto 39 de c.g.a. 41° 18' 53.52" W e 10° 33' 32.37" S; deste, segue em linha reta até o talvegue de afluente sem denominação da margem esquerda do referido riacho ponto 40 de c.g.a. 41° 19' 41.13" W e 10° 34' 55.80" S; deste, segue a montante pelo talvegue do referido afluente até o ponto 41 de c.g.a. 41° 20' 2.58" W e 10° 35' 24.09" S; deste, segue em linha reta até o ponto 42 de c.g.a. 41° 21' 54.40" W e 10° 36' 39.78" S, localizado no talvegue de riacho intermitente; deste, segue por linhas retas cruzando a Serra do Pau da Colher passando pelos pontos: ponto 43 de c.g.a. 41° 25' 4.49" W e 10° 37' 0.43" S, ponto 44 de c.g.a. 41° 25' 7.93" W e 10° 35' 35.27" S, ponto 45 de c.g.a. 41° 25' 36.32" W e 10° 35' 25.81" S, até atingir o ponto 46 de c.g.a. 41° 27' 4.05" W e 10° 36' 4.52" S, localizado no sopé da Serra do Rodoleiro; deste, segue por linhas retas contornando a Serra do Rodoleiro passando pelos pontos: ponto 47 de c.g.a. 41° 27' 7.98" W e 10° 36' 6.37" S, ponto 48 de c.g.a. 41° 27' 51.49" W e 10° 37' 0.44" S, ponto 49 de c.g.a. 41° 28' 0.57" W e 10° 37' 47.71" S, ponto 50 de c.g.a. 41° 28' 32.11" W e 10° 38' 15.00" S, ponto 51 de c.g.a. 41° 28' 39.26" W e 10° 38' 39.05" S, ponto 52 de c.g.a. 41° 29' 14.18" W e 10° 38' 52.54" S, até atingir o ponto 53 de c.g.a. 41° 29' 48.45" W e 10° 39' 33.58" S; deste, segue por linhas retas contornando o Morro da Gruna passando pelos pontos: ponto 54 de c.g.a. 41° 30' 6.20" W e 10° 40' 16.47" S, ponto 55 de c.g.a. 41° 30' 36.91" W e 10° 40' 47.21" S, ponto 56 de c.g.a. 41° 30' 59.64" W e 10° 40' 59.94" S, ponto 57 de c.g.a. 41° 31' 30.17" W e 10° 41' 9.16" S, ponto 58 de c.g.a. 41° 31' 53.68" W e 10° 41' 10.69" S, até atingir o ponto 59 de c.g.a. 41° 32' 27.43" W e 10° 40' 48.04" S, localizado no vale do Riacho da Gruna ou São Lourenço; deste, segue por linhas retas atravessando o vale e acompanhando a Serra do São Lourenço passando pelo ponto 60 de c.g.a. 41° 32' 45.82" W e 10° 41' 1.66" S, até atingir o ponto 61 de c.g.a. 41° 33' 33.12" W e 10° 43' 12.80" S, localizado no talvegue do Riacho da Gruna ou São Lourenço; deste, segue por linhas retas contornando a Serra do Caboclo passando pelos pontos: ponto 62 de c.g.a. 41° 32' 58.30" W e 10° 43' 10.55" S, ponto 63 de c.g.a. 41° 32' 44.80" W e 10° 43' 13.93" S, ponto 64 de c.g.a. 41° 32' 35.61" W e 10° 43' 11.01" S, ponto 65 de c.g.a. 41° 32' 27.00" W e 10° 43' 10.80" S, ponto 66 de c.g.a. 41° 32' 20.59" W e 10° 43' 14.04" S, ponto 67 de c.g.a. 41° 32' 16.97" W e 10° 43' 21.74" S, ponto 68 de c.g.a. 41° 32' 19.40" W e 10° 43' 29.85" S, ponto 69 de c.g.a. 41° 32' 22.36" W e 10° 43' 33.01" S, ponto 70 de c.g.a. 41° 32' 0.35" W e 10° 43' 47.78" S, ponto 71 de c.g.a. 41° 31' 57.63" W e 10° 43' 57.20" S, até atingir o ponto 72 de c.g.a. 41° 33' 7.44" W e 10° 44' 34.94" S, situado no talvegue da Grota do Teles; deste, segue a montante pelo talvegue da Grota do Teles passando pelo ponto 73 de c.g.a. 41° 33' 27.72" W e 10° 44' 33.44" S, até atingir o ponto 74 de c.g.a. 41° 33' 39.39" W e 10° 44' 47.26" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 75 de c.g.a. 41° 33' 11.17" W e 10° 46' 20.09" S, ponto 76 de c.g.a. 41° 31' 59.12" W e 10° 47' 10.55" S, ponto 77 de c.g.a. 41° 32' 0.70" W e 10° 47' 49.28" S, até atingir o ponto 78 de c.g.a. 41° 32' 31.81" W e 10° 48' 1.55" S, localizado no talvegue do Riacho Olho d'Água do Ouricuri; deste, segue a jusante pelo talvegue do referido riacho até atingir o ponto 79 de c.g.a. 41° 36' 20.64" W e 10° 48' 34.74" S, localizado na sua confluência com o Riacho São Lourenço; deste, segue a jusante pelo talvegue do Riacho da Gruna ou São Lourenço até o ponto 80 de c.g.a. 41° 41' 39.00" W e 10° 44' 24.79" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 81 de c.g.a. 41° 41' 28.78" W e 10° 42' 54.10" S, ponto 82 de c.g.a. 41° 42' 54.86" W e 10° 40' 51.83" S, até atingir o ponto 83 de c.g.a. 41° 42' 19.79" W e 10° 39' 38.03" S, localizado no talvegue do Riacho da Baixinha; deste, segue a jusante pelo talvegue do Riacho da Baixinha até atingir o ponto 84 de c.g.a. 41° 45' 20.75" W e 10° 37' 20.26" S, localizado na sua confluência com o Rio Jacaré ou Vereda do Romão Gramacho; deste, segue à jusante pelo talvegue do referido rio até o ponto 85 de c.g.a. 41° 52' 20.75" W e 10° 24' 34.52" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 86 de c.g.a. 41° 46' 45.68" W e 10° 22' 13.39" S, ponto 87 de c.g.a. 41° 46' 44.75" W e 10° 21' 48.82" S, até atingir o ponto 88 de c.g.a. 41° 43' 6.41" W e 10° 20' 22.78" S, localizado no talvegue de afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho do Brejo das Minas; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 89 de c.g.a. 41° 41' 40.66" W e 10° 19' 45.72" S, ponto 90 de c.g.a. 41° 41' 44.65" W e 10° 21' 50.26" S, ponto 91 de c.g.a. 41° 40' 19.42" W e 10° 22' 15.91" S, ponto 92 de c.g.a. 41° 40' 18.09" W e 10° 21' 25.52" S, ponto 93 de c.g.a. 41° 39' 38.30" W e 10° 20' 38.04" S, ponto 94 de c.g.a. 41° 39' 35.05" W e 10° 20' 18.96" S, ponto 95 de c.g.a. 41° 38' 39.27" W e 10° 19' 19.76" S, ponto 96 de c.g.a. 41° 38' 15.97" W e 10° 19' 23.61" S, ponto 97 de c.g.a. 41° 37' 35.21" W e 10° 20' 29.93" S, até atingir o ponto 98 de c.g.a. 41° 36' 51.52" W e 10° 20' 31.53" S, localizado no talvegue do Riacho do Brejo das Minas; deste, segue por linhas retas passando pelo ponto 99 de c.g.a. 41° 37' 22.89" W e 10° 19' 31.77" S, até atingir o ponto 100 de c.g.a. 41° 36' 7.05" W e 10° 16' 48.76" S, localizado no talvegue do Riacho da Santana; deste, segue por linhas retas acompanhando a Serra do Grotão passando pelos pontos: ponto 101 de c.g.a. 41° 36' 28.88" W e 10° 16' 30.78" S, ponto 102 de c.g.a. 41° 36' 7.30" W e 10° 15' 41.24" S, até atingir o ponto 103 de c.g.a. 41° 28' 47.70" W e 10° 9' 8.02" S, localizado no talvegue de um afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho Vereda do Mari; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 104 de c.g.a. 41° 26' 57.13" W e 10° 8' 33.42" S, ponto 105 de c.g.a. 41° 24' 18.60" W e 10° 9' 37.13" S, ponto 106 de c.g.a. 41° 24' 13.18" W e 10° 9' 57.31" S, ponto 107 de c.g.a. 41° 24' 37.06" W e 10° 11' 51.54" S, ponto 108 de c.g.a. 41° 25' 3.32" W e 10° 12' 5.25" S, ponto 109 de c.g.a. 41° 25' 28.25" W e 10° 11' 55.17" S, ponto 110 de c.g.a. 41° 27' 34.07" W e 10° 14' 18.33" S, ponto 111 de c.g.a. 41° 26' 51.24" W e 10° 15' 7.61" S, até atingir o ponto 112 de c.g.a. 41° 26' 33.38" W e 10° 14' 56.48" S, situado no talvegue de afluente sem denominação da margem esquerda da Grota da Gangorra; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 113 de c.g.a. 41° 26' 5.49" W e 10° 14' 27.61" S, ponto 114 de c.g.a. 41° 26' 6.69" W e 10° 14' 13.25" S, ponto 115 de c.g.a. 41° 25' 49.36" W e 10° 13' 52.49" S, até atingir o ponto 116 de c.g.a. 41° 25' 27.94" W e 10° 13' 50.97" S, situado no talvegue de outro afluente sem denominação da margem esquerda da Grota da Gangorra, nas proximidades da localidade Fazenda Queimada de Cima; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 117 de c.g.a. 41° 25' 7.88" W e 10° 13' 30.47" S, ponto 118 de c.g.a. 41° 24' 31.71" W e 10° 13' 13.36" S, até atingir o ponto 119 de c.g.a. 41° 24' 15.96" W e 10° 13' 21.87" S, situado no talvegue da Grota do Cabaceiro, nas proximidades da localidade Fazenda Malhada da Onça; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 120 de c.g.a. 41° 23' 53.98" W e 10° 13' 19.79" S, ponto 121 de c.g.a. 41° 23' 45.39" W e 10° 13' 3.63" S, ponto 122 de c.g.a. 41° 23' 22.61" W e 10° 13' 5.48" S, ponto 123 de c.g.a. 41° 22' 42.95" W e 10° 14' 0.46" S, até atingir o ponto 124 de c.g.a. 41° 21' 53.80" W e 10° 16' 15.39" S, situado no Riacho das Almas; deste, segue a jusante pelo talvegue do referido riacho até o ponto 125 de c.g.a. 41° 21' 26.87" W e 10° 16' 8.61" S, situado na sua confluência com a Grota do Buzio; deste, segue a jusante pelo talvegue da referida grota até o ponto 126 de c.g.a. 41° 21' 24.02" W e 10° 15' 44.78" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 127 de c.g.a. 41° 20' 43.41" W e 10° 15' 12.51" S, ponto 128 de c.g.a. 41° 21' 1.23" W e 10° 14' 34.03" S, ponto 129 de c.g.a. 41° 20' 44.36" W e 10° 14' 17.81" S, ponto 130 de c.g.a. 41° 20' 20.65" W e 10° 14' 54.44" S, até atingir o ponto 131 de c.g.a. 41° 14' 13.15" W e 10° 10' 20.90" S, situado no talvegue de um afluente sem denominação da margem direita do Riacho do Curral Feio; deste, segue a jusante pelo talvegue do referido afluente até o ponto 132 de c.g.a. 41° 13' 58.98" W e 10° 10' 36.08" S, situado na sua confluência com outro afluente sem denominação da margem direita do Riacho do Curral Feio; deste, segue a montante pelo talvegue do último afluente até o ponto 133 de c.g.a. 41° 13' 28.37" W e 10° 9' 57.09" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 134 de c.g.a. 41° 13' 44.87" W e 10° 9' 41.99" S, ponto 135 de c.g.a. 41° 14' 19.86" W e 10° 9' 26.31" S, ponto 136 de c.g.a. 41° 15' 0.98" W e 10° 9' 20.40" S, ponto 137 de c.g.a. 41° 15' 18.97" W e 10° 9' 23.36" S, ponto 138 de c.g.a. 41° 15' 30.21" W e 10° 9' 27.98" S, ponto 139 de c.g.a. 41° 15' 46.12" W e 10° 9' 29.84" S, até atingir o ponto 140 de c.g.a. 41° 16' 3.91" W e 10° 9' 13.81" S, situado em uma das cabeceiras do Riacho das Antas; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 141 de c.g.a. 41° 16' 3.49" W e 10° 8' 47.01" S, ponto 142 de c.g.a. 41° 15' 46.82" W e 10° 8' 5.96" S, ponto 143 de c.g.a. 41° 15' 44.98" W e 10° 7' 46.11" S, ponto 144 de c.g.a. 41° 15' 18.53" W e 10° 7' 19.61" S, ponto 145 de c.g.a. 41° 15' 17.51" W e 10° 7' 14.77" S, ponto 146 de c.g.a. 41° 15' 23.35" W e 10° 7' 2.31" S, ponto 147 de c.g.a. 41° 15' 15.81" W e 10° 6' 44.11" S, ponto 148 de c.g.a. 41° 15' 19.89" W e 10° 6' 20.60" S, ponto 149 de c.g.a. 41° 15' 12.71" W e 10° 6' 17.18" S, ponto 150 de c.g.a. 41° 15' 10.28" W e 10° 5' 58.88" S, até atingir o ponto 151 de c.g.a. 41° 15' 11.86" W e 10° 5' 46.98" S, localizado no talvegue de um afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho Milagre; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 152 de c.g.a. 41° 15' 6.50" W e 10° 5' 46.23" S, ponto 153 de c.g.a. 41° 14' 59.60" W e 10° 5' 49.94" S, ponto 154 de c.g.a. 41° 14' 25.90" W e 10° 5' 50.67" S, ponto 155 de c.g.a. 41° 14' 15.38" W e 10° 5' 56.03" S, ponto 156 de c.g.a. 41° 14' 12.12" W e 10° 6' 2.24" S, ponto 157 de c.g.a. 41° 14' 12.51" W e 10° 6' 9.27" S, até atingir o ponto 158 de c.g.a. 41° 14' 21.00" W e 10° 6' 27.65" S, situado no talvegue de um afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho do Angelim; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 159 de c.g.a. 41° 14' 12.17" W e 10° 6' 25.41" S, ponto 160 de c.g.a. 41° 13' 46.55" W e 10° 6' 11.53" S, ponto 161 de c.g.a. 41° 13' 46.38" W e 10° 6' 0.75" S, ponto 162 de c.g.a. 41° 13' 39.37" W e 10° 5' 28.57" S, ponto 163 de c.g.a. 41° 13' 22.76" W e 10° 4' 51.50" S, ponto 164 de c.g.a. 41° 12' 39.21" W e 10° 4' 46.19" S, até atingir o ponto 165 de c.g.a. 41° 12' 23.36" W e 10° 4' 38.91" S, situado no talvegue do Riacho do Angelim; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 166 de c.g.a. 41° 12' 9.51" W e 10° 3' 45.50" S, ponto 167 de c.g.a. 41° 11' 56.22" W e 10° 3' 33.32" S, ponto 168 de c.g.a. 41° 11' 46.94" W e 10° 3' 28.20" S, ponto 169 de c.g.a. 41° 11' 35.35" W e 10° 3' 11.76" S, ponto 170 de c.g.a. 41° 11' 24.92" W e 10° 2' 47.52" S, ponto 171 de c.g.a. 41° 10' 14.78" W e 10° 1' 38.54" S, ponto 172 de c.g.a. 41° 9' 55.34" W e 10° 1' 31.77" S, ponto 173 de c.g.a. 41° 9' 3.90" W e 10° 3' 18.22" S, ponto 174 de c.g.a. 41° 8' 59.69" W e 10° 4' 10.47" S, ponto 175 de c.g.a. 41° 8' 54.81" W e 10° 4' 24.75" S, até atingir o ponto 176 de c.g.a. 41° 8' 48.91" W e 10° 4' 31.72" S, situado no talvegue de um afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho do Escurial; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 177 de c.g.a. 41° 8' 22.15" W e 10° 4' 36.13" S, ponto 178 de c.g.a. 41° 8' 9.02" W e 10° 4' 28.48" S, ponto 179 de c.g.a. 41° 8' 0.02" W e 10° 3' 36.29" S, ponto 180 de c.g.a. 41° 7' 44.00" W e 10° 3' 2.74" S, ponto 181 de c.g.a. 41° 7' 25.54" W e 10° 2' 41.59" S, ponto 182 de c.g.a. 41° 7' 4.16" W e 10° 2' 30.01" S, ponto 183 de c.g.a. 41° 6' 29.66" W e 10° 2' 19.30" S, ponto 184 de c.g.a. 41° 4' 56.39" W e 10° 2' 15.45" S ponto 185 de c.g.a. 41° 4' 35.83" W e 10° 2' 21.45" S, ponto 186 de c.g.a. 41° 3' 35.87" W e 10° 1' 52.32" S, até atingir o ponto 187 de c.g.a. 41° 1' 59.47" W e 10° 2' 14.82" S, situado no talvegue de um afluente sem denominação da margem direita do Riacho do Escurial; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 188 de c.g.a. 41° 0' 25.80" W e 10° 0' 1.40" S, ponto 189 de c.g.a. 40° 57' 20.51" W e 10° 0' 57.70" S, até atingir o ponto 190 de c.g.a. 40° 56' 49.93" W e 10° 1' 1.05" S, situado no talvegue do Riacho da Embaúba; deste, segue por linhas retas acompanhando a Serra de São Francisco passando pelos pontos: ponto 191 de c.g.a. 40° 56' 15.34" W e 10° 0' 31.34" S, ponto 192 de c.g.a. 40° 56' 12.14" W e 9° 59' 46.05" S, ponto 193 de c.g.a. 40° 54' 6.39" W e 9° 58' 6.98" S, ponto 194 de c.g.a. 40° 53' 43.18" W e 9° 58' 6.92" S, ponto 195 de c.g.a. 40° 53' 10.49" W e 9° 57' 50.59" S, ponto 196 de c.g.a. 40° 52' 57.53" W e 9° 57' 48.73" S, ponto 197 de c.g.a. 40° 52' 45.71" W e 9° 57' 53.39" S, ponto 198 de c.g.a. 40° 52' 11.03" W e 9° 57' 39.85" S, ponto 199 de c.g.a. 40° 51' 43.52" W e 9° 57' 14.04" S, ponto 200 de c.g.a. 40° 51' 13.68" W e 9° 57' 7.59" S, ponto 201 de c.g.a. 40° 50' 48.42" W e 9° 57' 10.57" S, ponto 202 de c.g.a. 40° 49' 46.11" W e 9° 57' 29.00" S, ponto 203 de c.g.a. 40° 49' 32.39" W e 9° 57' 26.18" S, ponto 204 de c.g.a. 40° 48' 36.16" W e 9° 57' 43.94" S, ponto 205 de c.g.a. 40° 46' 36.32" W e 9° 55' 48.05" S, até atingir o ponto 206 de c.g.a. 40° 46' 41.16" W e 9° 55' 39.99" S, situado no talvegue do Riacho Escurial; deste, segue a montante pelo talvegue do referido riacho até o ponto 207 de c.g.a. 40° 47' 28.41" W e 9° 55' 32.05" S; deste, segue em linha reta até o ponto 208 de c.g.a. 40° 48' 30.05" W e 9° 55' 37.35" S, situado no talvegue de afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho do Escurial; deste, segue a montante pelo talvegue do referido afluente até o ponto 209 de c.g.a. 40° 48' 48.24" W e 9° 54' 26.71" S; deste, segue por linhas retas passando pelo ponto 210 de c.g.a. 40° 46' 18.82" W e 9° 54' 6.07" S, até atingir o ponto 211 de c.g.a. 40° 45' 44.23" W e 9° 52' 53.28" S, localizado no talvegue do Riacho do Jatobazinho; deste, segue a montante pelo talvegue do referido riacho até o ponto 212 de c.g.a. 40° 46' 42.05" W e 9° 51' 48.38" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 213 de c.g.a. 40° 47' 14.98" W e 9° 51' 45.98" S, ponto 214 de c.g.a. 40° 47' 37.63" W e 9° 51' 55.01" S, ponto 215 de c.g.a. 40° 48' 13.18" W e 9° 52' 29.02" S, ponto 216 de c.g.a. 40° 48' 21.60" W e 9° 52' 42.07" S, ponto 217 de c.g.a. 40° 48' 34.65" W e 9° 53' 8.83" S, ponto 218 de c.g.a. 40° 48' 47.52" W e 9° 53' 16.73" S, ponto 219 de c.g.a. 40° 48' 59.52" W e 9° 53' 29.06" S, ponto 220 de c.g.a. 40° 49' 9.11" W e 9° 53' 33.52" S, ponto 221 de c.g.a. 40° 49' 23.50" W e 9° 53' 34.89" S, ponto 222 de c.g.a. 40° 49' 30.35" W e 9° 53' 30.09" S, ponto 223 de c.g.a. 40° 49' 33.78" W e 9° 53' 21.53" S, ponto 224 de c.g.a. 40° 49' 32.07" W e 9° 53' 13.65" S, ponto 225 de c.g.a. 40° 49' 32.75" W e 9° 53' 0.62" S, ponto 226 de c.g.a. 40° 49' 29.33" W e 9° 52' 45.55" S, até atingir o ponto 227 de c.g.a. 40° 49' 28.49" W e 9° 52' 31.39" S, situado no talvegue de um afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho do Escurial; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 228 de c.g.a. 40° 49' 57.01" W e 9° 52' 6.96" S, ponto 229 de c.g.a. 40° 50' 23.29" W e 9° 52' 50.69" S, ponto 230 de c.g.a. 40° 51' 21.87" W e 9° 53' 44.08" S, ponto 231 de c.g.a. 40° 51' 43.82" W e 9° 53' 54.51" S, ponto 232 de c.g.a. 40° 52' 30.45" W e 9° 54' 8.31" S, ponto 233 de c.g.a. 40° 52' 58.04" W e 9° 54' 59.16" S, ponto 234 de c.g.a. 40° 53' 12.27" W e 9° 55' 16.03" S, ponto 235 de c.g.a. 40° 53' 30.78" W e 9° 55' 25.64" S, ponto 236 de c.g.a. 40° 53' 41.56" W e 9° 54' 54.97" S, ponto 237 de c.g.a. 40° 52' 56.56" W e 9° 53' 31.98" S, ponto 238 de c.g.a. 40° 52' 21.86" W e 9° 53' 18.28" S, ponto 239 de c.g.a. 40° 51' 58.31" W e 9° 53' 14.85" S, ponto 240 de c.g.a. 40° 50' 55.78" W e 9° 52' 26.45" S, ponto 241 de c.g.a. 40° 50' 29.48" W e 9° 51' 32.54" S, ponto 242 de c.g.a. 40° 49' 49.40" W e 9° 50' 36.90" S, ponto 243 de c.g.a. 40° 49' 35.68" W e 9° 50' 5.97" S, ponto 244 de c.g.a. 40° 49' 29.69" W e 9° 49' 59.12" S, ponto 245 de c.g.a. 40° 49' 14.70" W e 9° 49' 56.98" S, ponto 246 de c.g.a. 40° 48' 58.42" W e 9° 50' 22.67" S, ponto 247 de c.g.a. 40° 48' 54.57" W e 9° 50' 45.37" S, ponto 248 de c.g.a. 40° 48' 59.28" W e 9° 51' 8.50" S, até atingir o ponto 249 de c.g.a. 40° 48' 56.50" W e 9° 51' 57.47" S, situado no talvegue do Riacho do Boi do Major; deste, segue por linhas retas acompanhando a Serra do Negro ou do Mulato passando pelos pontos: ponto 250 de c.g.a. 40° 48' 41.60" W e 9° 51' 52.84" S, ponto 251 de c.g.a. 40° 47' 55.85" W e 9° 51' 12.75" S, ponto 252 de c.g.a. 40° 47' 31.18" W e 9° 50' 58.88" S, ponto 253 de c.g.a. 40° 47' 11.14" W e 9° 50' 39.35" S, ponto 254 de c.g.a. 40° 46' 31.56" W e 9° 49' 43.84" S, ponto 255 de c.g.a. 40° 46' 15.12" W e 9° 49' 7.35" S, até atingir o ponto 256 de c.g.a. 40° 45' 23.34" W e 9° 47' 47.07" S, situado na cabeceira do Riacho da Língua de Vaca; deste, segue a jusante pelo talvegue do referido riacho até o ponto 257 de c.g.a. 40° 44' 25.77" W e 9° 42' 49.72" S; deste, segue por linhas retas passando pelo ponto 258 de c.g.a. 40° 43' 57.23" W e 9° 42' 25.07" S, até atingir o ponto 259 de c.g.a. 40° 41' 1.77" W e 9° 38' 14.03" S, situado no talvegue do Riacho Seco; deste, segue em linha reta até o ponto 1, início da descrição do perímetro.

Art. 3º Para fins de zoneamento da Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça, fica estabelecida a Zona de Vida Silvestre - ZVS da Toca da Boa Vista, com área de 11.651 hectares, destinada prioritariamente a salvaguarda das áreas de interesse espeleológico e a conservação do habitat de espécies endêmicas, raras, em perigo ou ameaçadas de extinção, com a seguinte descrição.

§ 1º Inicia-se o perímetro no ponto 1A de coordenadas geográficas aproximadas - c.g.a. 40° 48' 48.03" W e 10° 0' 52.77" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda Areias; deste, seque por linhas retas contornando a referida comunidade passando pelos pontos: ponto 2A de c.g.a. 40° 52' 10.36" W e 10° 1' 59.22" S, ponto 3A de c.g.a. 40° 52' 9.73" W e 10° 2' 0.46" S, ponto 4A de c.g.a. 40° 52' 15.34" W e 10° 2' 26.06" S, ponto 5A de c.g.a. 40° 52' 42.34" W e 10° 2' 35.36" S; deste, segue em linha reta até o ponto 6A de c.g.a. 40° 53' 3.75" W e 10° 2' 16.75" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda das Cacimbas; deste, segue em linha reta até o ponto 7A de c.g.a. 40° 53' 58.20" W e 10° 2' 39.55" S, situado na margem esquerda do Riacho do Queixo d'Anta; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 8A de c.g.a. 40° 54' 6.57" W e 10° 3' 38.19" S, ponto 9A de c.g.a. 40° 53' 55.87" W e 10° 4' 6.58" S, ponto 10A de c.g.a. 40° 53' 21.89" W e 10° 4' 14.96" S, ponto 11A de c.g.a. 40° 53' 9.35" W e 10° 5' 27.79" S, ponto 12A de c.g.a. 40° 52' 37.39" W e 10° 6' 4.40" S, ponto 13A de c.g.a. 40° 52' 27.45" W e 10° 6' 52.73" S, até atingir o ponto 14A de c.g.a. 40° 52' 45.04" W e 10° 7' 38.52" S, situado nas proximidades do Morro Alto da Palmatória; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 15A de c.g.a. 40° 52' 42.17" W e 10° 8' 55.03" S, ponto 16A de c.g.a. 40° 53' 34.92" W e 10° 10' 40.30" S, ponto 17A de c.g.a. 40° 54' 7.97" W e 10° 11' 1.25" S, ponto 18A de c.g.a. 40° 53' 54.93" W e 10° 11' 11.02" S, ponto 19A de c.g.a. 40° 53' 37.25" W e 10° 11' 11.49" S, até atingir o ponto 20A de c.g.a. 40° 53' 29.80" W e 10° 11' 10.09" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda Pacui; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 21A de c.g.a. 40° 53' 16.31" W e 10° 11' 10.09" S, ponto 22A de c.g.a. 40° 53' 6.53" W e 10° 11' 10.09" S, ponto 23A de c.g.a. 40° 52' 52.57" W e 10° 11' 11.49" S, ponto 24A de c.g.a. 40° 52' 40.47" W e 10° 11' 8.23" S, ponto 25A de c.g.a. 40° 52' 27.44" W e 10° 11' 4.04" S, ponto 26A de c.g.a. 40° 52' 5.67" W e 10° 11' 8.71" S, ponto 27A de c.g.a. 40° 51' 55.41" W e 10° 11' 4.86" S, ponto 28A de c.g.a. 40° 51' 43.44" W e 10° 10' 59.30" S, até atingir o ponto 29A de c.g.a. 40° 51' 29.32" W e 10° 10' 56.31" S, situado no talvegue do Rio da Laje; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 30A de c.g.a. 40° 51' 18.20" W e 10° 10' 50.32" S, ponto 31A de c.g.a. 40° 51' 7.09" W e 10° 10' 43.05" S, ponto 32A de c.g.a. 40° 51' 2.38" W e 10° 10' 15.68" S, ponto 33A de c.g.a. 40° 51' 2.38" W e 10° 10' 2.85" S, ponto 34A de c.g.a. 40° 50' 47.14" W e 10° 9' 24.71" S, ponto 35A de c.g.a. 40° 50' 33.11" W e 10° 8' 58.35" S, ponto 36A de c.g.a. 40° 50' 25.26" W e 10° 8' 36.87" S, ponto 37A de c.g.a. 40° 50' 18.62" W e 10° 8' 15.46" S, ponto 38A de c.g.a. 40° 50' 9.88" W e 10° 7' 52.01" S, ponto 39A de c.g.a. 40° 49' 59.08" W e 10° 7' 32.17" S, ponto 40A de c.g.a. 40° 49' 46.93" W e 10° 7' 4.09" S, ponto 41A de c.g.a. 40° 50' 1.95" W e 10° 6' 46.44" S, ponto 42A de c.g.a. 40° 50' 26.68" W e 10° 6' 40.36" S, até atingir o ponto 43A de c.g.a. 40° 50' 28.55" W e 10° 6' 3.15" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda dos Patos; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 44A de c.g.a. 40° 49' 55.65" W e 10° 5' 59.93" S, ponto 45A de c.g.a. 40° 49' 38.30" W e 10° 5' 51.86" S, ponto 46A de c.g.a. 40° 49' 58.32" W e 10° 5' 18.11" S, ponto 47A de c.g.a. 40° 49' 32.87" W e 10° 4' 49.32" S, ponto 48A de c.g.a. 40° 49' 8.09" W e 10° 5' 11.21" S, ponto 49A de c.g.a. 40° 48' 29.51" W e 10° 4' 0.59" S, ponto 50A de c.g.a. 40° 47' 31.89" W e 10° 3' 10.27" S, ponto 51A de c.g.a. 40° 47' 33.34" W e 10° 2' 48.82" S, ponto 52A de c.g.a. 40° 47' 46.55" W e 10° 2' 34.28" S, ponto 53A de c.g.a. 40° 47' 40.15" W e 10° 2' 8.74" S, até atingir o ponto 54A de c.g.a. 40° 47' 25.03" W e 10° 2' 7.79" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda Capoeira do Curral; deste, segue por linhas retas contornando a referida localidade passando pelos pontos: ponto 55A de c.g.a. 40° 47' 44.39" W e 10° 1' 7.42" S, ponto 56A de c.g.a. 40° 48' 29.63" W e 10° 1' 15.31" S, ponto 57A de c.g.a. 40° 48' 50.37" W e 10° 1' 8.29" S, ponto 58A de c.g.a. 40° 48' 48.76" W e 10° 1' 7.81" S; deste, segue em linha reta até o ponto 1A, início da descrição do perímetro.

§ 2º Na ZVS não será permitida:

I - a implantação de atividades industriais potencialmente poluidoras, capazes de afetar mananciais de águas;

II - a realização de obras de terraplenagem e a abertura de canais, quando essas iniciativas importarem alteração das condições ecológicas locais, onde a biota será protegida com maior rigor;

III - o exercício de atividades capazes de provocar erosão das terras ou assoreamento das coleções hídricas;

IV - o exercício de atividades que ameacem extinguir as espécies raras da biota, o patrimônio espeleológico e arqueológico, as manchas de vegetação primitiva e as nascentes de cursos d'água existentes na região; e

V - o uso de biocidas, quando indiscriminado ou em desacordo com as normas ou recomendações técnicas oficiais.

§ 3º O plano de manejo da Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça poderá prever outras situações em que atividades que coloquem em risco a proteção ambiental da zona de vida silvestre sejam também proibidas.

Art. 4º Ficam permitidas, na Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça, excluída a zona de vida silvestre, as atividades de mineração licenciadas pelo órgão ambiental competente, observadas as disposições do plano de manejo.

Art. 5º A Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça será administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, que adotará as medidas necessárias ao seu controle, à sua proteção e à sua implementação.

Art. 6º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 5 de abril de 2018; 197º da Independência e 130º da República.

MICHEL TEMER

José Sarney Filho

PDF Versão certificada em PDF

Imprimir Imprimir

Publicado em: 06/04/2018 | Edição: 66 | Seção: 1 | Página: 10

Órgão: Atos do Poder Executivo

DECRETO Nº 9.337, DE 5 DE ABRIL DE 2018

Cria a Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça, localizada nos Municípios de Sento Sé, Juazeiro, Sobradinho, Campo Formoso, Umburanas e Morro do Chapéu, Estado da Bahia.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84,caput, inciso IV, da Constituição, tendo em vista o disposto no art. 225, § 1º, inciso III, da Constituição, e nos art. 15 e art. 22 da Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000, e de acordo com o que consta do Processo nº 02001.007934/2002-68 do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - Instituto Chico Mendes,

D E C R E T A:

Art. 1º Fica criada a Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça, localizada nos Municípios de Sento Sé, Juazeiro, Sobradinho, Campo Formoso, Umburanas e Morro do Chapéu, Estado da Bahia, com os objetivos de:

I - proteger a diversidade biológica e os ambientes naturais, a flora e a fauna da caatinga, incluídas as transições altitudinais;

II - proteger as formações cársticas e os sítios paleontológicos e arqueológicos associados, com destaque para as Grutas Toca da Boa Vista e Toca da Barriguda;

III - proteger e promover a recuperação das formações vegetacionais da área; e

IV - conciliar as ações antrópicas com a proteção ao meio ambiente.

Art. 2º A Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça, com aproximadamente 505.692 hectares, tem seus limites descritos a partir das ortofotos digitais na escala 1:25.000,DatumSIRGAS 2000, elaboradas pela Diretoria do Serviço Geográfico do Exército Brasileiro para a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais do Governo do Estado da Bahia e que cobrem os Mis 1587-4, 1588-3, 1588-4, 1589-2, 1589-4, 1590-1, 1590-2, 1590-3, 1590-4, 1656-2, 1657-1, 1657-2, 1657-3, 1657-4, 1658-1, 1658-2, 1658-3, 1658-4, 1659-1, 1659-3, 1723-2 e 1723-4, além das cartas topográficas SC-24-V-C-VI (Campo dos Cavalos), SC-24-N-1 (Brejão da Caatinga), SC-24-Y-A-II (Delfino), SC-24-Y-A-I (Amaniú), SC-24-Y-A-IV (Camirim), SC-23-Z-B-III (Pilão Arcado), SC-24-V-C-IV (Tombador) e SC-24-V-C-V (Serra do Brejinho), na escala 1:100.000, digitalizadas e reprojetadas para oDatumSIRGAS 2000, produzidas pela Diretoria do Serviço Geográfico do Exército Brasileiro e pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.

Parágrafo único. Inicia-se a descrição do perímetro no ponto 1 de coordenadas geográficas aproximadas - c.g.a. 40° 39' 12.79" W e 9° 38' 11.43" S, situado no talvegue do Riacho da Batateira; deste, segue a montante pelo talvegue do referido riacho até atingir o ponto 2 de c.g.a. 40° 37' 37.15" W e 9° 45' 54.41" S; deste, segue por linhas retas passando pelo ponto 3 de c.g.a. 40° 39' 9.98" W e 9° 51' 14.81" S, até atingir o ponto 4 de c.g.a. 40° 38' 12.24" W e 9° 52' 26.13" S, situado no talvegue do Rio Salitre; deste, segue a montante pelo talvegue do referido rio até atingir o ponto 5 de c.g.a. 40° 41' 55.35" W e 10° 1' 4.50" S, situado da confluência do Rio Salitre com o Rio da Laje; deste, segue a montante pelo talvegue do Rio da Laje até atingir o ponto 6 de c.g.a. 40° 48' 40.26" W e 10° 6' 19.72" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 7 de c.g.a. 40° 48' 54.26" W e 10° 9' 4.29" S, ponto 8 de c.g.a. 40° 48' 2.91" W e 10° 11' 16.17" S, ponto 9 de c.g.a. 40° 49' 42.12" W e 10° 14' 55.58" S, ponto 10 de c.g.a. 40° 52' 44.18" W e 10° 16' 24.28" S, ponto 11 de c.g.a. 40° 53' 53.04" W e 10° 17' 42.48" S, ponto 12 de c.g.a. 40° 54' 59.77" W e 10° 19' 14.27" S, até atingir o ponto 13 de c.g.a. 41° 2' 26.36" W e 10° 18' 15.94" S, situado no talvegue do Rio Preto; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 14 de c.g.a. 41° 3' 24.74" W e 10° 19' 45.18" S, ponto 15 de c.g.a. 41° 3' 53.14" W e 10° 20' 5.82" S, ponto 16 de c.g.a. 41° 5' 7.37" W e 10° 20' 0.79" S, ponto 17 de c.g.a. 41° 5' 49.74" W e 10° 19' 35.93" S, até atingir o ponto 18 de c.g.a. 41° 6' 28.05" W e 10° 19' 31.39" S, situado no talvegue de afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho da Lagoa Bonita; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 19 de c.g.a. 41° 6' 41.66" W e 10° 19' 53.58" S, ponto 20 de c.g.a. 41° 6' 40.65" W e 10° 20' 15.76" S, ponto 21 de c.g.a. 41° 6' 57.95" W e 10° 20' 34.94" S, ponto 22 de c.g.a. 41° 6' 49.73" W e 10° 20' 56.09" S, até atingir o ponto 23 de c.g.a. 41° 7' 22.50" W e 10° 21' 20.29" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda Riachão; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 24 de c.g.a. 41° 8' 52.06" W e 10° 22' 15.75" S, ponto 25 de c.g.a. 41° 9' 13.86" W e 10° 22' 18.00" S, ponto 26 de c.g.a. 41° 9' 28.47" W e 10° 22' 30.81" S, ponto 27 de c.g.a. 41° 9' 35.08" W e 10° 23' 16.24" S, ponto 28 de c.g.a. 41° 9' 56.47" W e 10° 23' 33.47" S, até atingir o ponto 29 de c.g.a. 41° 9' 49.97" W e 10° 23' 46.43" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda Ponta d'Água; deste, segue em linha reta até o ponto 30 de c.g.a. 41° 9' 54.67" W e 10° 24' 4.10" S, situado no talvegue de afluente sem denominação da margem direita do Riacho Ponta d'Água; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 31 de c.g.a. 41° 10' 11.29" W e 10° 24' 15.84" S, ponto 32 de c.g.a. 41° 10' 51.85" W e 10° 24' 27.68" S, até atingir o ponto 33 de c.g.a. 41° 11' 29.52" W e 10° 24' 51.02" S, situado no talvegue de outro afluente sem denominação da margem direita do Riacho Ponta d'Água; deste, segue por linhas retas contornando a Serra da Pintura passando pelos pontos: ponto 34 de c.g.a. 41° 13' 24.46" W e 10° 25' 20.68" S, ponto 35 de c.g.a. 41° 13' 56.66" W e 10° 25' 58.85" S, até atingir o ponto 36 de c.g.a. 41° 15' 36.79" W e 10° 26' 45.28" S, localizado no talvegue do Riacho Olho d'Água; deste, segue por linhas retas passando pelo ponto 37 de c.g.a. 41° 18' 21.54" W e 10° 30' 29.23" S, até atingir o ponto 38 de c.g.a. 41° 19' 5.81" W e 10° 30' 39.63" S, localizado no talvegue do Riacho da Serra Branca; deste, segue a montante pelo talvegue do referido riacho até atingir o ponto 39 de c.g.a. 41° 18' 53.52" W e 10° 33' 32.37" S; deste, segue em linha reta até o talvegue de afluente sem denominação da margem esquerda do referido riacho ponto 40 de c.g.a. 41° 19' 41.13" W e 10° 34' 55.80" S; deste, segue a montante pelo talvegue do referido afluente até o ponto 41 de c.g.a. 41° 20' 2.58" W e 10° 35' 24.09" S; deste, segue em linha reta até o ponto 42 de c.g.a. 41° 21' 54.40" W e 10° 36' 39.78" S, localizado no talvegue de riacho intermitente; deste, segue por linhas retas cruzando a Serra do Pau da Colher passando pelos pontos: ponto 43 de c.g.a. 41° 25' 4.49" W e 10° 37' 0.43" S, ponto 44 de c.g.a. 41° 25' 7.93" W e 10° 35' 35.27" S, ponto 45 de c.g.a. 41° 25' 36.32" W e 10° 35' 25.81" S, até atingir o ponto 46 de c.g.a. 41° 27' 4.05" W e 10° 36' 4.52" S, localizado no sopé da Serra do Rodoleiro; deste, segue por linhas retas contornando a Serra do Rodoleiro passando pelos pontos: ponto 47 de c.g.a. 41° 27' 7.98" W e 10° 36' 6.37" S, ponto 48 de c.g.a. 41° 27' 51.49" W e 10° 37' 0.44" S, ponto 49 de c.g.a. 41° 28' 0.57" W e 10° 37' 47.71" S, ponto 50 de c.g.a. 41° 28' 32.11" W e 10° 38' 15.00" S, ponto 51 de c.g.a. 41° 28' 39.26" W e 10° 38' 39.05" S, ponto 52 de c.g.a. 41° 29' 14.18" W e 10° 38' 52.54" S, até atingir o ponto 53 de c.g.a. 41° 29' 48.45" W e 10° 39' 33.58" S; deste, segue por linhas retas contornando o Morro da Gruna passando pelos pontos: ponto 54 de c.g.a. 41° 30' 6.20" W e 10° 40' 16.47" S, ponto 55 de c.g.a. 41° 30' 36.91" W e 10° 40' 47.21" S, ponto 56 de c.g.a. 41° 30' 59.64" W e 10° 40' 59.94" S, ponto 57 de c.g.a. 41° 31' 30.17" W e 10° 41' 9.16" S, ponto 58 de c.g.a. 41° 31' 53.68" W e 10° 41' 10.69" S, até atingir o ponto 59 de c.g.a. 41° 32' 27.43" W e 10° 40' 48.04" S, localizado no vale do Riacho da Gruna ou São Lourenço; deste, segue por linhas retas atravessando o vale e acompanhando a Serra do São Lourenço passando pelo ponto 60 de c.g.a. 41° 32' 45.82" W e 10° 41' 1.66" S, até atingir o ponto 61 de c.g.a. 41° 33' 33.12" W e 10° 43' 12.80" S, localizado no talvegue do Riacho da Gruna ou São Lourenço; deste, segue por linhas retas contornando a Serra do Caboclo passando pelos pontos: ponto 62 de c.g.a. 41° 32' 58.30" W e 10° 43' 10.55" S, ponto 63 de c.g.a. 41° 32' 44.80" W e 10° 43' 13.93" S, ponto 64 de c.g.a. 41° 32' 35.61" W e 10° 43' 11.01" S, ponto 65 de c.g.a. 41° 32' 27.00" W e 10° 43' 10.80" S, ponto 66 de c.g.a. 41° 32' 20.59" W e 10° 43' 14.04" S, ponto 67 de c.g.a. 41° 32' 16.97" W e 10° 43' 21.74" S, ponto 68 de c.g.a. 41° 32' 19.40" W e 10° 43' 29.85" S, ponto 69 de c.g.a. 41° 32' 22.36" W e 10° 43' 33.01" S, ponto 70 de c.g.a. 41° 32' 0.35" W e 10° 43' 47.78" S, ponto 71 de c.g.a. 41° 31' 57.63" W e 10° 43' 57.20" S, até atingir o ponto 72 de c.g.a. 41° 33' 7.44" W e 10° 44' 34.94" S, situado no talvegue da Grota do Teles; deste, segue a montante pelo talvegue da Grota do Teles passando pelo ponto 73 de c.g.a. 41° 33' 27.72" W e 10° 44' 33.44" S, até atingir o ponto 74 de c.g.a. 41° 33' 39.39" W e 10° 44' 47.26" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 75 de c.g.a. 41° 33' 11.17" W e 10° 46' 20.09" S, ponto 76 de c.g.a. 41° 31' 59.12" W e 10° 47' 10.55" S, ponto 77 de c.g.a. 41° 32' 0.70" W e 10° 47' 49.28" S, até atingir o ponto 78 de c.g.a. 41° 32' 31.81" W e 10° 48' 1.55" S, localizado no talvegue do Riacho Olho d'Água do Ouricuri; deste, segue a jusante pelo talvegue do referido riacho até atingir o ponto 79 de c.g.a. 41° 36' 20.64" W e 10° 48' 34.74" S, localizado na sua confluência com o Riacho São Lourenço; deste, segue a jusante pelo talvegue do Riacho da Gruna ou São Lourenço até o ponto 80 de c.g.a. 41° 41' 39.00" W e 10° 44' 24.79" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 81 de c.g.a. 41° 41' 28.78" W e 10° 42' 54.10" S, ponto 82 de c.g.a. 41° 42' 54.86" W e 10° 40' 51.83" S, até atingir o ponto 83 de c.g.a. 41° 42' 19.79" W e 10° 39' 38.03" S, localizado no talvegue do Riacho da Baixinha; deste, segue a jusante pelo talvegue do Riacho da Baixinha até atingir o ponto 84 de c.g.a. 41° 45' 20.75" W e 10° 37' 20.26" S, localizado na sua confluência com o Rio Jacaré ou Vereda do Romão Gramacho; deste, segue à jusante pelo talvegue do referido rio até o ponto 85 de c.g.a. 41° 52' 20.75" W e 10° 24' 34.52" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 86 de c.g.a. 41° 46' 45.68" W e 10° 22' 13.39" S, ponto 87 de c.g.a. 41° 46' 44.75" W e 10° 21' 48.82" S, até atingir o ponto 88 de c.g.a. 41° 43' 6.41" W e 10° 20' 22.78" S, localizado no talvegue de afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho do Brejo das Minas; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 89 de c.g.a. 41° 41' 40.66" W e 10° 19' 45.72" S, ponto 90 de c.g.a. 41° 41' 44.65" W e 10° 21' 50.26" S, ponto 91 de c.g.a. 41° 40' 19.42" W e 10° 22' 15.91" S, ponto 92 de c.g.a. 41° 40' 18.09" W e 10° 21' 25.52" S, ponto 93 de c.g.a. 41° 39' 38.30" W e 10° 20' 38.04" S, ponto 94 de c.g.a. 41° 39' 35.05" W e 10° 20' 18.96" S, ponto 95 de c.g.a. 41° 38' 39.27" W e 10° 19' 19.76" S, ponto 96 de c.g.a. 41° 38' 15.97" W e 10° 19' 23.61" S, ponto 97 de c.g.a. 41° 37' 35.21" W e 10° 20' 29.93" S, até atingir o ponto 98 de c.g.a. 41° 36' 51.52" W e 10° 20' 31.53" S, localizado no talvegue do Riacho do Brejo das Minas; deste, segue por linhas retas passando pelo ponto 99 de c.g.a. 41° 37' 22.89" W e 10° 19' 31.77" S, até atingir o ponto 100 de c.g.a. 41° 36' 7.05" W e 10° 16' 48.76" S, localizado no talvegue do Riacho da Santana; deste, segue por linhas retas acompanhando a Serra do Grotão passando pelos pontos: ponto 101 de c.g.a. 41° 36' 28.88" W e 10° 16' 30.78" S, ponto 102 de c.g.a. 41° 36' 7.30" W e 10° 15' 41.24" S, até atingir o ponto 103 de c.g.a. 41° 28' 47.70" W e 10° 9' 8.02" S, localizado no talvegue de um afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho Vereda do Mari; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 104 de c.g.a. 41° 26' 57.13" W e 10° 8' 33.42" S, ponto 105 de c.g.a. 41° 24' 18.60" W e 10° 9' 37.13" S, ponto 106 de c.g.a. 41° 24' 13.18" W e 10° 9' 57.31" S, ponto 107 de c.g.a. 41° 24' 37.06" W e 10° 11' 51.54" S, ponto 108 de c.g.a. 41° 25' 3.32" W e 10° 12' 5.25" S, ponto 109 de c.g.a. 41° 25' 28.25" W e 10° 11' 55.17" S, ponto 110 de c.g.a. 41° 27' 34.07" W e 10° 14' 18.33" S, ponto 111 de c.g.a. 41° 26' 51.24" W e 10° 15' 7.61" S, até atingir o ponto 112 de c.g.a. 41° 26' 33.38" W e 10° 14' 56.48" S, situado no talvegue de afluente sem denominação da margem esquerda da Grota da Gangorra; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 113 de c.g.a. 41° 26' 5.49" W e 10° 14' 27.61" S, ponto 114 de c.g.a. 41° 26' 6.69" W e 10° 14' 13.25" S, ponto 115 de c.g.a. 41° 25' 49.36" W e 10° 13' 52.49" S, até atingir o ponto 116 de c.g.a. 41° 25' 27.94" W e 10° 13' 50.97" S, situado no talvegue de outro afluente sem denominação da margem esquerda da Grota da Gangorra, nas proximidades da localidade Fazenda Queimada de Cima; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 117 de c.g.a. 41° 25' 7.88" W e 10° 13' 30.47" S, ponto 118 de c.g.a. 41° 24' 31.71" W e 10° 13' 13.36" S, até atingir o ponto 119 de c.g.a. 41° 24' 15.96" W e 10° 13' 21.87" S, situado no talvegue da Grota do Cabaceiro, nas proximidades da localidade Fazenda Malhada da Onça; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 120 de c.g.a. 41° 23' 53.98" W e 10° 13' 19.79" S, ponto 121 de c.g.a. 41° 23' 45.39" W e 10° 13' 3.63" S, ponto 122 de c.g.a. 41° 23' 22.61" W e 10° 13' 5.48" S, ponto 123 de c.g.a. 41° 22' 42.95" W e 10° 14' 0.46" S, até atingir o ponto 124 de c.g.a. 41° 21' 53.80" W e 10° 16' 15.39" S, situado no Riacho das Almas; deste, segue a jusante pelo talvegue do referido riacho até o ponto 125 de c.g.a. 41° 21' 26.87" W e 10° 16' 8.61" S, situado na sua confluência com a Grota do Buzio; deste, segue a jusante pelo talvegue da referida grota até o ponto 126 de c.g.a. 41° 21' 24.02" W e 10° 15' 44.78" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 127 de c.g.a. 41° 20' 43.41" W e 10° 15' 12.51" S, ponto 128 de c.g.a. 41° 21' 1.23" W e 10° 14' 34.03" S, ponto 129 de c.g.a. 41° 20' 44.36" W e 10° 14' 17.81" S, ponto 130 de c.g.a. 41° 20' 20.65" W e 10° 14' 54.44" S, até atingir o ponto 131 de c.g.a. 41° 14' 13.15" W e 10° 10' 20.90" S, situado no talvegue de um afluente sem denominação da margem direita do Riacho do Curral Feio; deste, segue a jusante pelo talvegue do referido afluente até o ponto 132 de c.g.a. 41° 13' 58.98" W e 10° 10' 36.08" S, situado na sua confluência com outro afluente sem denominação da margem direita do Riacho do Curral Feio; deste, segue a montante pelo talvegue do último afluente até o ponto 133 de c.g.a. 41° 13' 28.37" W e 10° 9' 57.09" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 134 de c.g.a. 41° 13' 44.87" W e 10° 9' 41.99" S, ponto 135 de c.g.a. 41° 14' 19.86" W e 10° 9' 26.31" S, ponto 136 de c.g.a. 41° 15' 0.98" W e 10° 9' 20.40" S, ponto 137 de c.g.a. 41° 15' 18.97" W e 10° 9' 23.36" S, ponto 138 de c.g.a. 41° 15' 30.21" W e 10° 9' 27.98" S, ponto 139 de c.g.a. 41° 15' 46.12" W e 10° 9' 29.84" S, até atingir o ponto 140 de c.g.a. 41° 16' 3.91" W e 10° 9' 13.81" S, situado em uma das cabeceiras do Riacho das Antas; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 141 de c.g.a. 41° 16' 3.49" W e 10° 8' 47.01" S, ponto 142 de c.g.a. 41° 15' 46.82" W e 10° 8' 5.96" S, ponto 143 de c.g.a. 41° 15' 44.98" W e 10° 7' 46.11" S, ponto 144 de c.g.a. 41° 15' 18.53" W e 10° 7' 19.61" S, ponto 145 de c.g.a. 41° 15' 17.51" W e 10° 7' 14.77" S, ponto 146 de c.g.a. 41° 15' 23.35" W e 10° 7' 2.31" S, ponto 147 de c.g.a. 41° 15' 15.81" W e 10° 6' 44.11" S, ponto 148 de c.g.a. 41° 15' 19.89" W e 10° 6' 20.60" S, ponto 149 de c.g.a. 41° 15' 12.71" W e 10° 6' 17.18" S, ponto 150 de c.g.a. 41° 15' 10.28" W e 10° 5' 58.88" S, até atingir o ponto 151 de c.g.a. 41° 15' 11.86" W e 10° 5' 46.98" S, localizado no talvegue de um afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho Milagre; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 152 de c.g.a. 41° 15' 6.50" W e 10° 5' 46.23" S, ponto 153 de c.g.a. 41° 14' 59.60" W e 10° 5' 49.94" S, ponto 154 de c.g.a. 41° 14' 25.90" W e 10° 5' 50.67" S, ponto 155 de c.g.a. 41° 14' 15.38" W e 10° 5' 56.03" S, ponto 156 de c.g.a. 41° 14' 12.12" W e 10° 6' 2.24" S, ponto 157 de c.g.a. 41° 14' 12.51" W e 10° 6' 9.27" S, até atingir o ponto 158 de c.g.a. 41° 14' 21.00" W e 10° 6' 27.65" S, situado no talvegue de um afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho do Angelim; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 159 de c.g.a. 41° 14' 12.17" W e 10° 6' 25.41" S, ponto 160 de c.g.a. 41° 13' 46.55" W e 10° 6' 11.53" S, ponto 161 de c.g.a. 41° 13' 46.38" W e 10° 6' 0.75" S, ponto 162 de c.g.a. 41° 13' 39.37" W e 10° 5' 28.57" S, ponto 163 de c.g.a. 41° 13' 22.76" W e 10° 4' 51.50" S, ponto 164 de c.g.a. 41° 12' 39.21" W e 10° 4' 46.19" S, até atingir o ponto 165 de c.g.a. 41° 12' 23.36" W e 10° 4' 38.91" S, situado no talvegue do Riacho do Angelim; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 166 de c.g.a. 41° 12' 9.51" W e 10° 3' 45.50" S, ponto 167 de c.g.a. 41° 11' 56.22" W e 10° 3' 33.32" S, ponto 168 de c.g.a. 41° 11' 46.94" W e 10° 3' 28.20" S, ponto 169 de c.g.a. 41° 11' 35.35" W e 10° 3' 11.76" S, ponto 170 de c.g.a. 41° 11' 24.92" W e 10° 2' 47.52" S, ponto 171 de c.g.a. 41° 10' 14.78" W e 10° 1' 38.54" S, ponto 172 de c.g.a. 41° 9' 55.34" W e 10° 1' 31.77" S, ponto 173 de c.g.a. 41° 9' 3.90" W e 10° 3' 18.22" S, ponto 174 de c.g.a. 41° 8' 59.69" W e 10° 4' 10.47" S, ponto 175 de c.g.a. 41° 8' 54.81" W e 10° 4' 24.75" S, até atingir o ponto 176 de c.g.a. 41° 8' 48.91" W e 10° 4' 31.72" S, situado no talvegue de um afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho do Escurial; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 177 de c.g.a. 41° 8' 22.15" W e 10° 4' 36.13" S, ponto 178 de c.g.a. 41° 8' 9.02" W e 10° 4' 28.48" S, ponto 179 de c.g.a. 41° 8' 0.02" W e 10° 3' 36.29" S, ponto 180 de c.g.a. 41° 7' 44.00" W e 10° 3' 2.74" S, ponto 181 de c.g.a. 41° 7' 25.54" W e 10° 2' 41.59" S, ponto 182 de c.g.a. 41° 7' 4.16" W e 10° 2' 30.01" S, ponto 183 de c.g.a. 41° 6' 29.66" W e 10° 2' 19.30" S, ponto 184 de c.g.a. 41° 4' 56.39" W e 10° 2' 15.45" S ponto 185 de c.g.a. 41° 4' 35.83" W e 10° 2' 21.45" S, ponto 186 de c.g.a. 41° 3' 35.87" W e 10° 1' 52.32" S, até atingir o ponto 187 de c.g.a. 41° 1' 59.47" W e 10° 2' 14.82" S, situado no talvegue de um afluente sem denominação da margem direita do Riacho do Escurial; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 188 de c.g.a. 41° 0' 25.80" W e 10° 0' 1.40" S, ponto 189 de c.g.a. 40° 57' 20.51" W e 10° 0' 57.70" S, até atingir o ponto 190 de c.g.a. 40° 56' 49.93" W e 10° 1' 1.05" S, situado no talvegue do Riacho da Embaúba; deste, segue por linhas retas acompanhando a Serra de São Francisco passando pelos pontos: ponto 191 de c.g.a. 40° 56' 15.34" W e 10° 0' 31.34" S, ponto 192 de c.g.a. 40° 56' 12.14" W e 9° 59' 46.05" S, ponto 193 de c.g.a. 40° 54' 6.39" W e 9° 58' 6.98" S, ponto 194 de c.g.a. 40° 53' 43.18" W e 9° 58' 6.92" S, ponto 195 de c.g.a. 40° 53' 10.49" W e 9° 57' 50.59" S, ponto 196 de c.g.a. 40° 52' 57.53" W e 9° 57' 48.73" S, ponto 197 de c.g.a. 40° 52' 45.71" W e 9° 57' 53.39" S, ponto 198 de c.g.a. 40° 52' 11.03" W e 9° 57' 39.85" S, ponto 199 de c.g.a. 40° 51' 43.52" W e 9° 57' 14.04" S, ponto 200 de c.g.a. 40° 51' 13.68" W e 9° 57' 7.59" S, ponto 201 de c.g.a. 40° 50' 48.42" W e 9° 57' 10.57" S, ponto 202 de c.g.a. 40° 49' 46.11" W e 9° 57' 29.00" S, ponto 203 de c.g.a. 40° 49' 32.39" W e 9° 57' 26.18" S, ponto 204 de c.g.a. 40° 48' 36.16" W e 9° 57' 43.94" S, ponto 205 de c.g.a. 40° 46' 36.32" W e 9° 55' 48.05" S, até atingir o ponto 206 de c.g.a. 40° 46' 41.16" W e 9° 55' 39.99" S, situado no talvegue do Riacho Escurial; deste, segue a montante pelo talvegue do referido riacho até o ponto 207 de c.g.a. 40° 47' 28.41" W e 9° 55' 32.05" S; deste, segue em linha reta até o ponto 208 de c.g.a. 40° 48' 30.05" W e 9° 55' 37.35" S, situado no talvegue de afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho do Escurial; deste, segue a montante pelo talvegue do referido afluente até o ponto 209 de c.g.a. 40° 48' 48.24" W e 9° 54' 26.71" S; deste, segue por linhas retas passando pelo ponto 210 de c.g.a. 40° 46' 18.82" W e 9° 54' 6.07" S, até atingir o ponto 211 de c.g.a. 40° 45' 44.23" W e 9° 52' 53.28" S, localizado no talvegue do Riacho do Jatobazinho; deste, segue a montante pelo talvegue do referido riacho até o ponto 212 de c.g.a. 40° 46' 42.05" W e 9° 51' 48.38" S; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 213 de c.g.a. 40° 47' 14.98" W e 9° 51' 45.98" S, ponto 214 de c.g.a. 40° 47' 37.63" W e 9° 51' 55.01" S, ponto 215 de c.g.a. 40° 48' 13.18" W e 9° 52' 29.02" S, ponto 216 de c.g.a. 40° 48' 21.60" W e 9° 52' 42.07" S, ponto 217 de c.g.a. 40° 48' 34.65" W e 9° 53' 8.83" S, ponto 218 de c.g.a. 40° 48' 47.52" W e 9° 53' 16.73" S, ponto 219 de c.g.a. 40° 48' 59.52" W e 9° 53' 29.06" S, ponto 220 de c.g.a. 40° 49' 9.11" W e 9° 53' 33.52" S, ponto 221 de c.g.a. 40° 49' 23.50" W e 9° 53' 34.89" S, ponto 222 de c.g.a. 40° 49' 30.35" W e 9° 53' 30.09" S, ponto 223 de c.g.a. 40° 49' 33.78" W e 9° 53' 21.53" S, ponto 224 de c.g.a. 40° 49' 32.07" W e 9° 53' 13.65" S, ponto 225 de c.g.a. 40° 49' 32.75" W e 9° 53' 0.62" S, ponto 226 de c.g.a. 40° 49' 29.33" W e 9° 52' 45.55" S, até atingir o ponto 227 de c.g.a. 40° 49' 28.49" W e 9° 52' 31.39" S, situado no talvegue de um afluente sem denominação da margem esquerda do Riacho do Escurial; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 228 de c.g.a. 40° 49' 57.01" W e 9° 52' 6.96" S, ponto 229 de c.g.a. 40° 50' 23.29" W e 9° 52' 50.69" S, ponto 230 de c.g.a. 40° 51' 21.87" W e 9° 53' 44.08" S, ponto 231 de c.g.a. 40° 51' 43.82" W e 9° 53' 54.51" S, ponto 232 de c.g.a. 40° 52' 30.45" W e 9° 54' 8.31" S, ponto 233 de c.g.a. 40° 52' 58.04" W e 9° 54' 59.16" S, ponto 234 de c.g.a. 40° 53' 12.27" W e 9° 55' 16.03" S, ponto 235 de c.g.a. 40° 53' 30.78" W e 9° 55' 25.64" S, ponto 236 de c.g.a. 40° 53' 41.56" W e 9° 54' 54.97" S, ponto 237 de c.g.a. 40° 52' 56.56" W e 9° 53' 31.98" S, ponto 238 de c.g.a. 40° 52' 21.86" W e 9° 53' 18.28" S, ponto 239 de c.g.a. 40° 51' 58.31" W e 9° 53' 14.85" S, ponto 240 de c.g.a. 40° 50' 55.78" W e 9° 52' 26.45" S, ponto 241 de c.g.a. 40° 50' 29.48" W e 9° 51' 32.54" S, ponto 242 de c.g.a. 40° 49' 49.40" W e 9° 50' 36.90" S, ponto 243 de c.g.a. 40° 49' 35.68" W e 9° 50' 5.97" S, ponto 244 de c.g.a. 40° 49' 29.69" W e 9° 49' 59.12" S, ponto 245 de c.g.a. 40° 49' 14.70" W e 9° 49' 56.98" S, ponto 246 de c.g.a. 40° 48' 58.42" W e 9° 50' 22.67" S, ponto 247 de c.g.a. 40° 48' 54.57" W e 9° 50' 45.37" S, ponto 248 de c.g.a. 40° 48' 59.28" W e 9° 51' 8.50" S, até atingir o ponto 249 de c.g.a. 40° 48' 56.50" W e 9° 51' 57.47" S, situado no talvegue do Riacho do Boi do Major; deste, segue por linhas retas acompanhando a Serra do Negro ou do Mulato passando pelos pontos: ponto 250 de c.g.a. 40° 48' 41.60" W e 9° 51' 52.84" S, ponto 251 de c.g.a. 40° 47' 55.85" W e 9° 51' 12.75" S, ponto 252 de c.g.a. 40° 47' 31.18" W e 9° 50' 58.88" S, ponto 253 de c.g.a. 40° 47' 11.14" W e 9° 50' 39.35" S, ponto 254 de c.g.a. 40° 46' 31.56" W e 9° 49' 43.84" S, ponto 255 de c.g.a. 40° 46' 15.12" W e 9° 49' 7.35" S, até atingir o ponto 256 de c.g.a. 40° 45' 23.34" W e 9° 47' 47.07" S, situado na cabeceira do Riacho da Língua de Vaca; deste, segue a jusante pelo talvegue do referido riacho até o ponto 257 de c.g.a. 40° 44' 25.77" W e 9° 42' 49.72" S; deste, segue por linhas retas passando pelo ponto 258 de c.g.a. 40° 43' 57.23" W e 9° 42' 25.07" S, até atingir o ponto 259 de c.g.a. 40° 41' 1.77" W e 9° 38' 14.03" S, situado no talvegue do Riacho Seco; deste, segue em linha reta até o ponto 1, início da descrição do perímetro.

Art. 3º Para fins de zoneamento da Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça, fica estabelecida a Zona de Vida Silvestre - ZVS da Toca da Boa Vista, com área de 11.651 hectares, destinada prioritariamente a salvaguarda das áreas de interesse espeleológico e a conservação do habitat de espécies endêmicas, raras, em perigo ou ameaçadas de extinção, com a seguinte descrição.

§ 1º Inicia-se o perímetro no ponto 1A de coordenadas geográficas aproximadas - c.g.a. 40° 48' 48.03" W e 10° 0' 52.77" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda Areias; deste, seque por linhas retas contornando a referida comunidade passando pelos pontos: ponto 2A de c.g.a. 40° 52' 10.36" W e 10° 1' 59.22" S, ponto 3A de c.g.a. 40° 52' 9.73" W e 10° 2' 0.46" S, ponto 4A de c.g.a. 40° 52' 15.34" W e 10° 2' 26.06" S, ponto 5A de c.g.a. 40° 52' 42.34" W e 10° 2' 35.36" S; deste, segue em linha reta até o ponto 6A de c.g.a. 40° 53' 3.75" W e 10° 2' 16.75" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda das Cacimbas; deste, segue em linha reta até o ponto 7A de c.g.a. 40° 53' 58.20" W e 10° 2' 39.55" S, situado na margem esquerda do Riacho do Queixo d'Anta; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 8A de c.g.a. 40° 54' 6.57" W e 10° 3' 38.19" S, ponto 9A de c.g.a. 40° 53' 55.87" W e 10° 4' 6.58" S, ponto 10A de c.g.a. 40° 53' 21.89" W e 10° 4' 14.96" S, ponto 11A de c.g.a. 40° 53' 9.35" W e 10° 5' 27.79" S, ponto 12A de c.g.a. 40° 52' 37.39" W e 10° 6' 4.40" S, ponto 13A de c.g.a. 40° 52' 27.45" W e 10° 6' 52.73" S, até atingir o ponto 14A de c.g.a. 40° 52' 45.04" W e 10° 7' 38.52" S, situado nas proximidades do Morro Alto da Palmatória; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 15A de c.g.a. 40° 52' 42.17" W e 10° 8' 55.03" S, ponto 16A de c.g.a. 40° 53' 34.92" W e 10° 10' 40.30" S, ponto 17A de c.g.a. 40° 54' 7.97" W e 10° 11' 1.25" S, ponto 18A de c.g.a. 40° 53' 54.93" W e 10° 11' 11.02" S, ponto 19A de c.g.a. 40° 53' 37.25" W e 10° 11' 11.49" S, até atingir o ponto 20A de c.g.a. 40° 53' 29.80" W e 10° 11' 10.09" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda Pacui; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 21A de c.g.a. 40° 53' 16.31" W e 10° 11' 10.09" S, ponto 22A de c.g.a. 40° 53' 6.53" W e 10° 11' 10.09" S, ponto 23A de c.g.a. 40° 52' 52.57" W e 10° 11' 11.49" S, ponto 24A de c.g.a. 40° 52' 40.47" W e 10° 11' 8.23" S, ponto 25A de c.g.a. 40° 52' 27.44" W e 10° 11' 4.04" S, ponto 26A de c.g.a. 40° 52' 5.67" W e 10° 11' 8.71" S, ponto 27A de c.g.a. 40° 51' 55.41" W e 10° 11' 4.86" S, ponto 28A de c.g.a. 40° 51' 43.44" W e 10° 10' 59.30" S, até atingir o ponto 29A de c.g.a. 40° 51' 29.32" W e 10° 10' 56.31" S, situado no talvegue do Rio da Laje; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 30A de c.g.a. 40° 51' 18.20" W e 10° 10' 50.32" S, ponto 31A de c.g.a. 40° 51' 7.09" W e 10° 10' 43.05" S, ponto 32A de c.g.a. 40° 51' 2.38" W e 10° 10' 15.68" S, ponto 33A de c.g.a. 40° 51' 2.38" W e 10° 10' 2.85" S, ponto 34A de c.g.a. 40° 50' 47.14" W e 10° 9' 24.71" S, ponto 35A de c.g.a. 40° 50' 33.11" W e 10° 8' 58.35" S, ponto 36A de c.g.a. 40° 50' 25.26" W e 10° 8' 36.87" S, ponto 37A de c.g.a. 40° 50' 18.62" W e 10° 8' 15.46" S, ponto 38A de c.g.a. 40° 50' 9.88" W e 10° 7' 52.01" S, ponto 39A de c.g.a. 40° 49' 59.08" W e 10° 7' 32.17" S, ponto 40A de c.g.a. 40° 49' 46.93" W e 10° 7' 4.09" S, ponto 41A de c.g.a. 40° 50' 1.95" W e 10° 6' 46.44" S, ponto 42A de c.g.a. 40° 50' 26.68" W e 10° 6' 40.36" S, até atingir o ponto 43A de c.g.a. 40° 50' 28.55" W e 10° 6' 3.15" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda dos Patos; deste, segue por linhas retas passando pelos pontos: ponto 44A de c.g.a. 40° 49' 55.65" W e 10° 5' 59.93" S, ponto 45A de c.g.a. 40° 49' 38.30" W e 10° 5' 51.86" S, ponto 46A de c.g.a. 40° 49' 58.32" W e 10° 5' 18.11" S, ponto 47A de c.g.a. 40° 49' 32.87" W e 10° 4' 49.32" S, ponto 48A de c.g.a. 40° 49' 8.09" W e 10° 5' 11.21" S, ponto 49A de c.g.a. 40° 48' 29.51" W e 10° 4' 0.59" S, ponto 50A de c.g.a. 40° 47' 31.89" W e 10° 3' 10.27" S, ponto 51A de c.g.a. 40° 47' 33.34" W e 10° 2' 48.82" S, ponto 52A de c.g.a. 40° 47' 46.55" W e 10° 2' 34.28" S, ponto 53A de c.g.a. 40° 47' 40.15" W e 10° 2' 8.74" S, até atingir o ponto 54A de c.g.a. 40° 47' 25.03" W e 10° 2' 7.79" S, situado nas proximidades da localidade Fazenda Capoeira do Curral; deste, segue por linhas retas contornando a referida localidade passando pelos pontos: ponto 55A de c.g.a. 40° 47' 44.39" W e 10° 1' 7.42" S, ponto 56A de c.g.a. 40° 48' 29.63" W e 10° 1' 15.31" S, ponto 57A de c.g.a. 40° 48' 50.37" W e 10° 1' 8.29" S, ponto 58A de c.g.a. 40° 48' 48.76" W e 10° 1' 7.81" S; deste, segue em linha reta até o ponto 1A, início da descrição do perímetro.

§ 2º Na ZVS não será permitida:

I - a implantação de atividades industriais potencialmente poluidoras, capazes de afetar mananciais de águas;

II - a realização de obras de terraplenagem e a abertura de canais, quando essas iniciativas importarem alteração das condições ecológicas locais, onde a biota será protegida com maior rigor;

III - o exercício de atividades capazes de provocar erosão das terras ou assoreamento das coleções hídricas;

IV - o exercício de atividades que ameacem extinguir as espécies raras da biota, o patrimônio espeleológico e arqueológico, as manchas de vegetação primitiva e as nascentes de cursos d'água existentes na região; e

V - o uso de biocidas, quando indiscriminado ou em desacordo com as normas ou recomendações técnicas oficiais.

§ 3º O plano de manejo da Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça poderá prever outras situações em que atividades que coloquem em risco a proteção ambiental da zona de vida silvestre sejam também proibidas.

Art. 4º Ficam permitidas, na Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça, excluída a zona de vida silvestre, as atividades de mineração licenciadas pelo órgão ambiental competente, observadas as disposições do plano de manejo.

Art. 5º A Área de Proteção Ambiental do Boqueirão da Onça será administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, que adotará as medidas necessárias ao seu controle, à sua proteção e à sua implementação.

Art. 6º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 5 de abril de 2018; 197º da Independência e 130º da República.

MICHEL TEMER

José Sarney Filho